NUPPRE
  • Convite: Defesa de Tese de Doutorado

    Publicado em 16/08/2017 às 23:42


  • Informativo da Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição

    Publicado em 14/08/2017 às 16:47

    Notícia de Capa: INCA lança posicionamento com indicações para evitar sobrepeso e obesidade, que estão relacionados a treze tipos de câncer

    Cerca de 13 em cada 100 casos de câncer no Brasil são atribuídos ao sobrepeso e a obesidade, sugerindo uma carga significativa de doença pelo excesso de gordura corporal. Essa é uma das razões para o lançamento no dia 4 de agosto do documento Posicionamento do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva Acerca do Sobrepeso e Obesidade. O alerta é importante para sensibilizar a população de que as medidas propostas são reconhecidas como efetivas para a prevenção e controle desse grave problema de saúde.

    “O texto apoia medidas intersetoriais de regulação de alimentos que objetivam a prevenção e o controle do excesso de peso corporal, com o reconhecimento que tais medidas convergem para a prevenção do câncer”, explica Maria Eduarda Melo, nutricionista da Coordenação de Prevenção e Vigilância do INCA. (Para saber mais sobre o posicionamento do INCA e acessar as demais notícias relacionadas à agenda de alimentação e nutrição no SUS: Baixe a Segundeira da CGAN desta semana no link: http://ecos-redenutri.bvs.br/tiki-download_file.php?fileId=1737; ou Acesse o Blog da CGAN da RedeNutri; http://ecos-redenutri.bvs.br/tiki-view_articles.php)

     Nesta edição:

    ·         INCA lança posicionamento com indicações para evitar sobrepeso e obesidade, que estão relacionados a treze tipos de câncer

    ·         Obesidade infantil é tema de congresso do Ministério Público

    ·         Plataforma Saúde Brasil lança a Receita Interativa. Escolha entre duas opções de pratos

    ·         2º ciclo de Cadastro de Propostas por Emendas

    ·         Semana Mundial de Aleitamento Materno

    ·         Rede Ebserh promove ações na Semana Mundial do Aleitamento Materno

    ·         Apojadura: mães aprendem a lidar com a descida do leite

    ·         De olho na evidência

    ·         Espaço dos estados

    ·         Implementando o Guia Alimentar para a População Brasileira: Saiba como preparar uma marmita prática e saudável

    ·         Implementando o Guia Alimentar para a População Brasileira: Introdução alimentar do bebê

    ·         Monitoramento semanal dos programas estratégicos da CGAN

    ·         Saiu na Mídia

    A Segundeira da CGAN é o informativo semanal da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, na qual são apresentadas as principais notícias da semana, agendas previstas da Coordenação, além de trazer atualizações sobre evidências científicas, textos de apoio para a implementação das recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira e atividades realizadas nos municípios e estados relacionados à agenda de alimentação e nutrição no SUS e monitoramento de alguns programas.

     


  • Pesquisas em Alimentação e Nutrição para o CNPq

    Publicado em 14/08/2017 às 16:42
    Prezados Pesquisadores em Alimentação e Nutrição,

    Faltam 10 dias para o encerramento do envio de propostas de pesquisas em Alimentação e Nutrição para o CNPq! Não deixem de participar e compartilhar com suas redes!


  • Nova edição da Revista de Nutrição

    Publicado em 14/08/2017 às 16:40

    Informamos que o volume 30, número 3 de 2017 da Revista de Nutrição já se encontra disponível no site da SciELO.

    Veja a última edição da Revista no link abaixo:  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=1415-527320170003&lng=pt&nrm=iso


  • Explore a Virtual Issue on Sociological and Behavioral Influences on Food Intake

    Publicado em 08/08/2017 às 22:28

    Sociological and Behavioral Influences on Food Intake

    Most people seek to buy and consume nutritious foods, but achieving a balanced diet is often viewed as elusive or challenging. The articles in this special issue explore a range of sociological and behavioral influences on food intake across the lifespan. From parenting styles that foster healthy eating versus picky eating, through socioeconomic realities, experiments with menu labeling and messaging, and cultural differences in fluid intake, many factors affect dietary behavior. Understanding these complex influences is the first step to leveraging them with practical tools and solutions to ensure the health of populations around the world.

    Contribution of food prices and diet cost to socioeconomic disparities in diet quality and health: a systematic review and analysis
    Nicole Darmon; Adam Drewnowski

    Food reward system: current perspectives and future research needs
    Miguel Alonso-Alonso; Stephen C. Woods; Marcia Pelchat; Patricia Sue Grigson; Eric Stice; Sadaf Farooqi; Chor San Khoo; Richard D. Mattes; Gary K. Beauchamp

    Correlates of picky eating and food neophobia in young children: a systematic review and meta-analysis
    Natasha Chong Cole; Ruopeng An; Soo-Yeun Lee; Sharon M. Donovan

    Effectiveness of social marketing strategies to reduce youth obesity in European school-based interventions: a systematic review and meta-analysis
    Magaly Aceves-Martins; Elisabet Llauradó; Lucia Tarro; Carlos Francisco Moreno-García; Tamy Goretty Trujillo Escobar; Rosa Solà; Montse Giralt

    Correlates of dietary behavior in adults: an umbrella review
    Ester F.C. Sleddens; Willemieke Kroeze; Leonie F.M. Kohl; Laura M. Bolten; Elizabeth Velema; Pam Kaspers; Stef P.J. Kremers; Johannes Brug

    Influence of menu labeling on food choices in real-life settings: a systematic review
    Ana C. Fernandes; Renata C. Oliveiral; Rossana P.C. Proença; Cintia C. Curioni; Vanessa M. Rodrigues; Giovanna M.R. Fiates

    Patterns of drinking and eating across the European Union: implications for hydration status
    Ibrahim Elmadfa; Alexa L. Meyer


  • COMO O DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES CULINÁRIAS PODE CONTRIBUIR PARA QUE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS TENHAM PRÁTICAS ALIMENTARES MAIS SAUDÁVEIS

    Publicado em 07/08/2017 às 14:22

    Pesquisa realizada no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Nutrição (PPGN) e do Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições (NUPPRE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) teve como objetivo adaptar, aplicar e avaliar o impacto de um programa de intervenção sobre habilidades culinárias nas práticas alimentares de estudantes universitários.

    O estudo é parte da tese de doutorado da nutricionista e professora do Departamento de Nutrição da UFSC Greyce Luci Bernardo, sob orientação da professora Rossana Pacheco da Costa Proença. A tese foi apoiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), por meio da concessão de bolsas de doutorado e de estágio de doutorado sanduíche no exterior.

    A pesquisa foi conduzida em duas etapas. Na primeira etapa, foi realizado o acompanhamento do programa de intervenção culinária Cooking with a Chef, na Universidade de Clemson, Carolina do Sul, Estados Unidos da América, durante doutorado sanduíche. O programa foi adaptado para o Brasil, para ser aplicado com estudantes universitários calouros da UFSC.

    O programa passou a se chamar “Nutrição e Culinária na Cozinha” e inclui a realização de cinco oficinas culinárias práticas semanais (3 horas/cada) e uma oficina de seleção e compra de alimentos no mercado popular de venda de alimentos para aprender a comprar alimentos frescos, como frutas, legumes e verduras.

    Na segunda fase da pesquisa foi realizado um estudo de intervenção controlado randomizado e longitudinal, conduzido com 76 estudantes universitários da UFSC. Os

    estudantes foram divididos em dois grupos: grupo intervenção que participou do programa de culinária, e grupo controle que não participou do programa e continuou com suas atividades usuais.

    Em cada encontro, os participantes tiveram a oportunidade, dentre outras coisas, de aprender sobre técnicas culinárias básicas, alimentação saudável e rotulagem de alimentos, bem como exercitar suas habilidades culinárias preparando e degustando receitas saudáveis.

    Os dados foram coletados durante dois meses, com encontros semanais. Os estudantes responderam a um questionário online sobre habilidades culinárias e alimentação saudável em três momentos distintos: antes da intervenção, após o fim da intervenção e seis meses depois do fim do programa.

    Os resultados da pesquisa sugerem que houve aumento na confiança em consumir e utilizar frutas, verduras e legumes; na confiança em cozinhar em casa, nas atitudes relacionadas à culinária, bem como nos conhecimentos sobre termos e técnicas culinárias entre aqueles que participaram da intervenção, quando comparados ao grupo controle.

    Assim, a intervenção culinária foi efetiva para aumentar as habilidades culinárias e teve efeitos positivos nas práticas alimentares de estudantes universitários, podendo contribuir para hábitos alimentares mais saudáveis. Os resultados da pesquisa podem auxiliar no desenvolvimento de programas e de políticas públicas nacionais que busquem a promoção da alimentação saudável, por meio da culinária, no ambiente universitário. O programa também poderá ser adaptado para o mesmo público em outros locais ou para outros públicos. Na UFSC, pretende-se dar continuidade ao projeto, oferecendo as oficinas culinárias anualmente à comunidade universitária.

    Greyce ficou entre os quatros vídeos vencedores do Imagine-PanGea, a primeira competição de comunicação científica multilinguística e multicultural, que tinha como foco os públicos da América Latina, Caribe e África. Os vídeos foram apresentados na 69ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

    Confira o vídeo!

    Mais informações com Greyce Luci Bernardo (), Rossana Pacheco da Costa Proença () ou nos sites www.nuppre.ufsc.br e www.ppgn.ufsc.br


  • Concurso público para o cargo de Professor do Magistério Superior

    Publicado em 07/08/2017 às 14:16

    O Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), está com inscrições abertas para o concurso público do Edital nº 035/DDP/2017, destinado a selecionar candidatos para provimento no cargo de professor da carreira do Magistério Superior.

    Para o departamento de nutrição, o concurso se destinará para as seguintes áreas:

    • Nutrição Clínica
    • Alimentação Coletiva
    • Bioquímica da Nutrição/Dietética

    As inscrições poderão ser realizadas no período de 07/08/2017 à 05/09/2017.

    Para mais informações acesse à página do concurso e o edital.


  • Universidades brasileiras contra o plágio

    Publicado em 07/08/2017 às 14:15

    Campanhas, softwares e treinamento são utilizados por grandes instituições de ensino superior no país para coibir a cópia de trabalhos acadêmicos.

    Algumas das maiores universidades brasileiras se mobilizam para coibir o plágio em trabalhos acadêmicos de estudantes e professores. Em março, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) lançou uma campanha com peças publicitárias que exibem frases como “troquei seis por meia dúzia”, “aproveitei só um pedacinho do texto” e “só usei uma vez essa imagem”. “São expressões frequentemente utilizadas pelos alunos para justificar a prática. Adotamos uma linguagem simples e direta para mostrar aos estudantes que plágio é crime”, diz José Ricardo Bergmann, vice-reitor da PUC-Rio. Ele explica que o esforço da instituição não se restringirá aos cartazes. “Até o final do ano, serão realizados seminários e debates para esclarecer dúvidas a partir de casos concretos.”

    Para Bergmann, programas educativos devem ser o foco da estratégia para promover a integridade científica, mas diz que é preciso se preparar para agir diante de problemas concretos. Ele ainda faz um alerta: “O plágio pode ser fruto de má-fé, mas muitas vezes ocorre por falta de preparo do aluno, que não sabe como fazer citações e referências nem compreende bem o conceito de autoria.”

    Na Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, um estudante de mestrado da área de biologia também teve a dissertação cancelada, pois havia utilizado dados levantados por um colega de laboratório sem dar os créditos. “O aluno justificou que não sabia que estava cometendo plágio”, relata Carlos Gilberto Carlotti Junior, pró-reitor de Pós-graduação da USP. A universidade concede mais de 7 mil títulos de mestrado e doutorado por ano e, até recentemente, recorria a uma série de ferramentas e sites gratuitos para monitorar o plágio entre seus alunos.
    Continue a leitura » »


  • Oportunidade de Financiamento para Pesquisadores

    Publicado em 07/08/2017 às 14:13

    Chamada Pública do Instituto Serrapilheira

     O instituto Serrapilheira, gestado desde 2014, foi oficialmente criado em março último como o primeiro órgão privado, sem fins lucrativos, de fomento à ciência no Brasil. Dispõe de um fundo patrimonial de R$ 350 milhões, cujos rendimentos serão utilizados para financiar pesquisas científicas.

    Seu primeiro edital foi lançado no dia 19 de julho, durante a 69ª reunião da SBPC realizada em Belo Horizonte. Poderão inscrever-se pesquisadores, que obtiveram seu doutorado a partir de 2007, vinculados a instituições brasileiras. Mulheres com filhos terão um ano a mais para cada filho, até dois (2005). O edital busca incentivar cientistas brasileiros a buscar respostas para as grandes perguntas de seus campos de atuação.

    O edital prevê duas etapas de execução, na primeira, com duração de até um ano, serão acolhidos 70 projetos com alocação, cada um, de até R$ 100 mil. Na segunda etapa de 10 a 20 projetos, dentre os 70 iniciais, serão contemplados com até R$ 1 milhão para um prazo de execução de até três anos. O principal critério de seleção será a excelência da pesquisa. Espera-se que os jovens pesquisadores sejam ambiciosos desde o inicio de suas carreiras.

    Segundo seu presidente, o Instituto quer, nesta chamada, identificar e apoiar os melhores jovens pesquisadores. Aqueles que estão fazendo as grandes perguntas dos seus respectivos campos. Não há preferência por ciência pura ou aplicada. Mesmo pesquisas audaciosas, que poderão não ser bem sucedidas, poderão ser apoiadas. As propostas deverão ser enquadradas, pelos autores, em sete grandes temas: energia, espaço, forma, identidade, informação, matéria e tempo.

    Nos julgamentos dos projetos serão envolvidos pesquisadores brasileiros e de instituições do exterior. As propostas, que podem ser enviadas a partir de agosto devem ser redigidas em inglês. O prazo final para o envio de projetos será 15/09/2017 às 15 horas. Os resultados serão divulgados em dezembro.

    O instituto apoia os seguintes campos: Ciência da computação, Ciências da Terra, Ciências da vida, Engenharias, Física, Matemática e Química. Foi criado para valorizar a ciência e aumentar sua visibilidade e impacto no Brasil.

    É importante esclarecer que quaisquer taxas administrativas relativas à gestão do nosso apoio financeiro serão descontadas diretamente dos valores doados. Estimamos que a quantia líquida destinada à pesquisa ficará acima dos 85% do valor bruto dos recursos.

    Para consultar o Edital acesse: https://olz34z4bb51rsojq274o1g19-wpengine.netdna-ssl.com/wp-content/uploads/2017/07/serrapilheira-chamada-para-propostas.pdf

    Fonte: https://serrapilheira.org/chamada-publica/


  • De quem é essa assinatura?

    Publicado em 07/08/2017 às 14:12

    Cientistas da computação criam novas estratégias para desfazer ambiguidades em referências bibliográficas.

    Cientistas da computação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) propuseram uma nova abordagem para enfrentar o problema da ambiguidade de assinaturas de autores científicos em referências bibliográficas, que faz com que a produção de um pesquisador ora seja confundida com a de colegas que adotam abreviação idêntica, ora seja difícil de agrupar e avaliar, porque o mesmo pesquisador utiliza assinaturas diferentes. Em um artigo publicado em maio na revista Scientometrics, a cientista da computação Janaina Gomide e seu orientador de doutorado Daniel Ratton Figueiredo, professor do Programa de Engenharia de Sistemas e Computação da UFRJ, mostraram a existência de comportamentos que se repetem entre os autores que usam várias assinaturas.

    Um deles é a mudança rara ou acidental da assinatura em algum dos paperspublicados, uma espécie de ponto fora da curva causado por um erro ou descuido do autor ou da revista. Outro padrão é o do pesquisador que assina de uma maneira no começo da carreira e, a partir de certo momento, passa a assinar de outra forma, caso, por exemplo, de mulheres que mudam de sobrenome quando casam ou se separam. E, por fim, há um padrão mais difícil de detectar, o do pesquisador que assina de várias formas sem se preocupar com uma normatização de sua assinatura.

    Os pesquisadores avaliaram a incidência desses comportamentos em dois ambientes distintos. Um foi a base de dados do Digital Bibliographic Library Project (DBLP), que reúne a produção de cientistas da computação e é usada com frequência como referência em estudos sobre ambiguidade, porque já foram mapeados os casos em que há padrões de assinatura repetitivos. Também foram avaliados 881 pesquisadores brasileiros cujos perfis no Google Scholar exibiam mais de um tipo de assinatura, selecionados entre os bolsistas de produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
    Continue a leitura » »


  • Pesquisadores e professores lançam campanha “Conhecimento Sem Cortes”

    Publicado em 08/07/2017 às 18:56

    A ciência brasileira sofre com o acesso a recursos cada vez mais escassos, por conta dos cortes de orçamento promovido pelo Governo Federal. Em março, foi anunciado o contingenciamento de 44% do orçamento inicialmente previsto para o Ministério da Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) em 2017, o que deixou a Pasta com o pior orçamento dos últimos dez anos. Diante do cenário, foi lançado a campanha “Conhecimento Sem Cortes”, cujo objetivo é denunciar estes cortes e buscar o apoio da população para pressionar o governo federal a garantir condições plenas de funcionamento das instituições de ensino e pesquisa. Os cientistas, estudantes, professores, pesquisadores e técnicos que participaram do evento, realizado na Casa da Ciência, no Rio de Janeiro, ressaltaram que a sociedade precisa entender que estes cortes vão impactar a vida de todos e que seu apoio é fundamental para reverter essa situação.

    A campanha é realizada pela Associação dos Docentes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (AdUFRJ), o Sindicato dos Institutos Federais do Rio de Janeiro (Sintifrj), a Associação dos Professores da Universidade Federal de Minas Gerais (Apubh) e a Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB) em parceria com várias organizações, dentre elas a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que representam pesquisadores, técnicos e estudantes.

    “É muito triste estarmos aqui para protestar por este motivo. A sociedade não foi consultada sobre os cortes. Queria estar aqui comemorando as vitórias do Brasil e não participando de um movimento para acordar aqueles que foram eleitos e que estão virando as costas para a sociedade”, disse a presidente da SBPC, Helena Nader.

    Nader ressaltou ainda que é necessário reverter essa situação e, para isso, o diálogo com a sociedade é fundamental para que ela entenda o que está acontecendo. “A ciência é global. Quando o Brasil interrompe a sua ciência, os outros países continuam. Ficaremos para trás. Não é como interromper a construção de uma estrada, que podemos retomar do mesmo ponto. A interrupção da ciência é irreversível. E temos de deixar isso bem claro para a sociedade que estes cortes vão impactar o dia-a-dia dela”.
    Continue a leitura » »


  • Convite: Defesa de dissertação de Mestrado

    Publicado em 05/07/2017 às 18:57

     


  • Convite: Qualificação de projeto de dissertação de Mestrado

    Publicado em 05/07/2017 às 15:14

     


  • Convite: Qualificação de projeto de tese de Doutorado

    Publicado em 05/07/2017 às 14:14


  • Rede Nacional disponibiliza nova ferramenta de acesso a conteúdo científico

    Publicado em 05/07/2017 às 14:11

    Os usuários das instituições pertencentes à comunidade acadêmica federada (CAFe), como a UFSC, têm acesso a diversos serviços, tanto os da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa  (RNP), quanto os oferecidos por outras organizações que participam da Federação e suas parceiras internacionais, como EduGAIN. O mais novo serviço disponibilizado da Federação é o EBSCOhost.

    A plataforma EBSCOhost oferece o acesso a conteúdo científico e a pesquisa por meio de cinco recursos gratuitos disponíveis a todo pesquisador a qualquer momento, como o American doctoral dissertation, banco de dados de pesquisa com mais de 172 mil teses e dissertações. O EBSCOhost possui uma abrangente coleção de conteúdo, incluindo a indexação de assuntos, texto completo de alta qualidade e toda a coleção de bibliotecas da EBSCO information Services, oferecendo uma experiência de descoberta personalizável aos clientes.

    Para acessar, você precisa estar na rede da UFSC, fisicamente, ou usando a VPN.

    O link para acesso a ferramenta é em https://search.ebscohost.com.

    Para mais informações, acesse https://www.rnp.br/noticias/novo-servico-disponivel-aos-clientes-cafe

    Fonte: Notícias da UFSC


  • Membro do NUPPRE é candidata ao Prêmio Capes de Tese 2017

    Publicado em 05/07/2017 às 14:09

    Após análise da Comissão do Program de Pós-Graduação em Nutrição para avaliar as candidatas inscritas para concorrerem ao Prêmio de Tese CAPES, foi emitido o seguinte parecer:tendo em vista que o Prêmio CAPES DE TESE – edição 2017, através de seu Edital nº 18/2017, institui como critérios de premiação: a originalidade do trabalho, sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação, além do valor agregado pelo sistema educacional ao candidato, destaca-se, ainda, a contribuição para o desenvolvimento de regulações no que tange a rotulagem nutricional que trata a referida tese, bem como, de orientar políticas públicas para a promoção da saúde e nutrição. Por tudo o que foi relatado, recomenda-se a tese intitulada de “Informação nutricional complementar em rótulos de alimentos industrializados direcionados a crianças”, de autoria de Vanessa Mello Rodrigues, como representante do PPGN/UFSC.


  • USP quer preparar pós-graduandos para a docência

    Publicado em 05/07/2017 às 14:05

    Falta de discussão e de valorização da carreira docente dificulta a formação de professores universitários.

    A vocação docente está prevista como fim da pós-graduação desde o seu primeiro plano nacional, publicado em 1965. Mas, desde então, novas possibilidades de carreiras surgiram e tomaram o espaço da prática docente no mestrado e doutorado. É o que observa Carlos Gilberto Carlotti Jr., pró-reitor de Pós-Graduação da USP.

    “Por isso, erroneamente questionam se o pós-graduando deve ter habilidades pedagógicas”, diz Carlotti. “Independentemente do seu ramo de atividade, o estudante deve ter uma formação didático-pedagógica, porque assim ele desenvolverá uma série de habilidades de raciocínio, contextualização e de apresentação de ideias.”

    Para preencher a lacuna no ensino da docência aos mestrandos e doutorandos, a Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PRPG) da USP criou, no ano passado, um grupo de estudos para formular práticas de formação didático-pedagógicas aos alunos da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado).
    Continue a leitura » »


  • Aplicativo encontra artigo científico

    Publicado em 05/07/2017 às 14:02

    O físico Peter Vincent e o estudante Benjamin Kaube, ambos do Imperial College London, criaram um aplicativo para celulares e computadores chamado Canary Haz, que permite acessar com rapidez artigos em revistas científicas. Semelhante ao Spotify, aplicativo que facilita o acesso a milhões de músicas on-line, o Canary Haz conecta-se automaticamente a cerca de 5 mil publicações, a ferramentas de busca de trabalhos acadêmicos, como o Google Scholar, e a sites de bibliotecas universitárias para encontrar uma versão em PDF do artigo procurado. Se o pesquisador tiver acesso limitado a bases acadêmicas de dados, o aplicativo busca versões gratuitas do artigo em acervos de instituições ou em preprints. Kaube, um dos fundadores da startup Newsflo, que mede o impacto dos artigos científicos e foi comprada pela editora Elsevier, começou a pensar em desenvolver o aplicativo ao iniciar a redação de sua tese de doutorado e perceber a dificuldade de acesso a artigos. “Comparado ao Netflix e ao Spotify, é um processo antiquado”, ele comentou, em entrevista ao boletim do Imperial College de 30 de maio. “Os pesquisadores perdem horas pulando de um site para outro para vencer as barreiras das editoras e conseguir os artigos que desejam”, acrescentou Vincent. Os pesquisadores ressaltam que o aplicativo não promove a pirataria de artigos científicos de acesso fechado, como o site russo Scihub. Ele apenas facilita encontrar PDFs de trabalhos que estão escondidos em repositórios da internet.

    Fonte: Revista Pesquisa FAPESP


  • Edital concurso professor Nutrição Clínica USP RP

    Publicado em 05/07/2017 às 14:01

    Minuta Edital CM – Eixo Nutrição – 2017


  • Abrasco e Idec denunciam retrocessos e risco de aprovação-relâmpago de nova lei de planos de saúde

    Publicado em 05/07/2017 às 13:58

    Nesta terça-feira, 27 de junho, a Abrasco, o Idec e outras 13 organizações divulgaram um manifesto denunciando o risco de aprovação a toque de caixa de uma nova lei sobre planos de saúde com grandes retrocessos para o consumidor.

    A proposta, que tramita em caráter de urgência, está em discussão em uma comissão especial na Câmara dos Deputados, que avalia mudanças na legislação que regulamenta o setor de saúde suplementar (Lei nº 9.656/1998) a partir de 140 projetos de lei que tratam do tema.

    As organizações alertam que, pelo teor das audiências públicas já realizadas este mês, e a partir de declarações públicas de parlamentares da comissão e de empresários do setor, uma das mudanças pretendidas com essa reforma é afastar a aplicação do Código de Defesa do Consumidor (CDC) aos contratos de planos de saúde – proposta rechaçada no manifesto.

    O texto destaca que o CDC representa hoje uma “tábua de salvação” para os consumidores de planos de saúde, que enfrentam problemas crescentes com a prestação do serviço – com negativas de cobertura, barreiras de acesso para idosos e doentes crônicos e reajustes proibitivos, por exemplo -, e conseguem na Justiça atendimento adequado.

    Graças ao Código, a maioria das decisões judiciais contra planos de saúde hoje é favorável ao consumidor.
    Continue a leitura » »


  • Revisores imortalizados em escultura

    Publicado em 26/06/2017 às 14:04

    A exemplo da escultura em homenagem ao escritor anônimo instalada no Castelo de Vajdahunyad, em Budapeste, Hungria, um monumento inaugurado na Rússia homenageou um personagem improvável: os revisores ad hoc, pesquisadores que avaliam artigos submetidos para publicação. Desvelado em 26 de maio durante cerimônia que contou com a presença de mais de 100 pessoas nas dependências da Escola Superior de Economia da Universidade Nacional de Pesquisa de Moscou, o monumento de 1,5 tonelada é resultado de uma campanha de financiamento coletivo que atraiu apoio de diversos pesquisadores. O bloco de pedra tem a forma de um dado, exibindo em cada lado os resultados possíveis de uma revisão por pares: aceito, alterações mínimas, mudanças importantes, revisto e reenviado e rejeitado. A ideia para o monumento surgiu em 2016, quando o diretor da instituição pediu sugestões do que fazer com um bloco de pedra próximo à entrada da escola. A proposta de se fazer um monumento em homenagem aos revisores partiu de Igor Chirikov, sociólogo da instituição. Além de estampar os resultados possíveis do processo de revisão por pares, as faces do bloco de pedra trazem impressos os títulos de artigos de pesquisadores que contribuíram para a campanha. “A revisão por pares na academia é uma história de amor e ódio, mas os revisores são heróis invisíveis no mundo da ciência”, disse Chirikov à revista Nature.

    FONTE: Revista Pesquisa FAPESP


  • Manual busca popularizar compostagem

    Publicado em 25/06/2017 às 22:07

    Disponível gratuitamente na Internet, publicação orienta sobre a prática em ambiente doméstico, comunitário e institucional.

    Por WALESKA BARBOSA

    Os orgânicos representam cerca de 50% dos resíduos urbanos gerados no Brasil. Apesar disso, apenas 1% desse total é destinado a compostagem. Para popularizar a prática e disseminar conhecimento sobre a reprodução do ciclo dos resíduos orgânicos, está disponível gratuitamente na Internet a publicação Compostagem Doméstica, Comunitária e Institucional de Resíduos Orgânicos: Manual de Orientação.

    O manual é o primeiro resultado do Acordo de Cooperação Técnica firmado em 2015 entre a Secretaria de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, o Serviço Social do Comércio de Santa Catarina (Sesc/SC) e o Centro de Estudo e Promoção da Agricultura de Grupo (Cepagro). A parceria tem por objetivo estabelecer intercâmbio de experiências, informações, material técnico, metodologias e tecnologias referentes à gestão comunitária e institucional de resíduos orgânicos, associada à agricultura urbana e à educação ambiental.

    Com linguagem acessível e ilustrações lúdicas, o manual traz técnicas de compostagem doméstica, comunitária e institucional de resíduos orgânicos e aborda o “Método UFSC” (em referência à Universidade Federal de Santa Catarina, onde foi mais estudado e adaptado às condições brasileiras), que consiste em uma estratégia segura e de baixo custo.
    Continue a leitura » »


  • Famelab – Talking science

    Publicado em 25/06/2017 às 21:55

    Veja as apresentações individuais:
    Leonardo Vinicius Monteiro de Assis
    Sara Malvar Mauá
    Renata Callegari Ferrari
    Paula Maria Moreira Martins
    Pâmela de Oliveira Pena
    Mirian Ayumi Kurauti

    FONTE: Revista Pesquisa FAPESP


  • Vídeo apresentando parte de tese de Nutrição da UFSC sobre Habilidades Culinárias de estudantes universitários vence competição de divulgação científica internacional (Imagine PanGea)

    Publicado em 22/06/2017 às 14:59

    Um vídeo apresentando parte do estudo desenvolvido na tese de doutorado  de Greyce Luci Bernardo, professora do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Nutrição da UFSC, ficou entre os três melhores na classificação geral do concurso Imagine-PanGea.  O Projeto Imagine, em parceria com a SBPC, RedPOP e African Gong, organizou a primeira competição de comunicação científica multilinguística e multicultural, que teve como foco os públicos da América Latina, Caribe e África. A competição Imagine-PanGea teve por objetivo buscar a aproximação entre os pesquisadores e as populações vulneráveis de diferentes países em desenvolvimento, por meio da divulgação da ciência. Para participar, os candidatos deveriam gravar um vídeo, de até 3 minutos, explicando sobre sua pesquisa em uma linguagem que pudesse ser compreendida por todos.

    Concorreram 57 candidatos de diferentes países avaliados por um júri internacional. O melhor de cada continente e os três melhores da classificação geral receberão o certificado de Comunicador Científico de Excelência e terão seus vídeos traduzidos para mais de dez idiomas e divulgados nas redes que apoiam o concurso.

    A tese intitula-se “Programa de intervenção sobre habilidades culinárias: adaptação, aplicação e avaliação do impacto nas práticas alimentares de estudantes universitários no Brasil” e a defesa será realizada em 07 de julho próximo, a partir das 14 horas, no Laboratório de Ensino à Distância da UFSC. O projeto é coordenado pela professora Rossana Pacheco da Costa Proença, orientadora da tese, e está inserido no Núcleo de Pesquisas de Nutrição em Produção de Refeições (NUPPRE-UFSC). Conta ainda com a parceria da professora Margaret Condrasky, da Clemson University, Carolina do Sul (EUA), local no qual a doutoranda realizou seu estágio de doutorado sanduíche com bolsa da Capes.

    Link para o vídeo (em português)

    https://www.youtube.com/watch?v=rpSwj5TFsUU&feature=youtu.be

     As informações atualizadas sobre a divulgação dos vídeos em outras línguas podem ser acompanhadas nos links abaixo:

    www.imagine-pangea.com
    www.facebook.com/UFSCProjetoImagine/

     Esses são os 4 vencedores do Imagine-PanGea 2017:

    Imagem inline 1


  • Festa Junina Livre de Transgênicos 2017

    Publicado em 22/06/2017 às 14:57

     

    O GT Sementes Livres mais uma vez traz a campanha da Festa Junina Livre de Transgênicos (FJLT) para a rede Slow Food. Esta é uma Festa que visa alertar a população para os perigos da produção e consumo de transgênicos (e outros Organismos Geneticamente Modificados) e a necessidade de fortalecer a resistência pelas sementes crioulas.

    A FJLT é um quebra cabeça de várias partes.
    Promova uma festa própria com essa proposta ou ocupe uma barraca na quermesse da cidade, o tamanho e formato pode variar muito. O importante é alertar as pessoas sobre a problemática dos transgênicos.

    Não podendo fazer ela completa, faça o melhor que puder, do tamanho que der, com as peças que conseguir reunir:

    Cadastre sua festa junina aqui: https://goo.gl/forms/AlLTbo3NmSJXU6sG2
    Continue a leitura » »


  • CEPAGRO CONVIDA PARA SEMINÁRIO SOBRE COMPOSTAGEM NO INÍCIO DE JULHO

    Publicado em 22/06/2017 às 14:40

    O Seminário A Compostagem de Pequeno Porte como Solução para os municípios de Santa Catarina acontece no dia 3 de julho, no Auditório Antonieta de Barros da Assembléia Legislativa de Santa Catarina. Promovido em parceria pela Fapesc, Cepagro, Comcap, Fapesc e Laboratório de Comercialização da Agricultura Familiar (LACAF-UFSC), o evento marca o lançamento da publicação Critérios Técnicos para Elaboração de Projeto,Operação e Monitoramento de Pátios de Compostagem de Pequeno Porte, elaborado por essas instituições. O evento é gratuito e aberto ao público.

    Na programação, haverá também painéis sobre Experiências de Gestão de Resíduos Orgânicos e também da Política Nacional de Resíduos Sólidos e iniciativas no Estado de Santa Catarina, com representantes do Ministério do Meio Ambiente, da Prefeitura Municipal de Florianópolis e do Ministério Público de Santa Catarina. Além disso, o professor Rick Miller, do Centro de Ciências Agrárias da UFSC, falará sobre o Método UFSC de Compostagem.

    Para participar, faça sua inscrição pelo email seminariocompostagem@gmail.com.
    Continue a leitura » »


  • Convite: Defesa de tese de Doutorado

    Publicado em 19/06/2017 às 12:29


  • Divulgação edital concurso para Professor Doutor Efetivo – Curso de Nutrição UFU

    Publicado em 19/06/2017 às 12:26

    A Universidade Federal de Uberlândia publica editais para realização de Concurso Público de provas e títulos para preenchimento de vaga(s) de Professor do Magistério Federal.

    Acesse os editais:

    Edital 001-2017

    Edital 013-2017

     


  • Centro de Ciências Agrárias é referência na produção de conhecimento para a Agroecologia

    Publicado em 16/06/2017 às 14:39

    A Agroecologia é mais do que técnicas de cultivo no campo. Para pequenos produtores, é um movimento de resistência aos interesses das grandes corporações que atuam no setor, e de combate às relações desiguais de comercialização e consumo dos produtos agrícolas. “É um conceito de vida que prioriza a relação com a natureza, que repensa o consumismo e promove o cuidado e atenção ao próximo” diz a agricultora Sônia Jendiroba, moradora do bairro Ratones, em Florianópolis, e participante da feira orgânica do Centro de Ciências Agrárias (CCA) da UFSC.

    Método UFSC de Compostagem

    O CCA é referência na produção de conhecimento de técnicas agroecológicas no país, e esse reconhecimento não é recente, é desde que começou a discutir a Agroecologia como meio produtivo no país” diz Walter Quadros Seiffert, diretor do do Centro de Ensino. De fato, o CCA tem papel importante na produção de pesquisas e desenvolvimento de tecnologias a exemplo do “Método UFSC de Compostagem”, que é uma adaptação de outro modelo mais tradicional que possibilita empilhar matéria orgânica diariamente em uma estrutura alongada conhecida como Leiras. Diferentemente de outros métodos, no da UFSC as leiras não são reviradas ou não tem uma aeração forçada, isso facilita a proliferação microrganismos que são biofungicidas naturais e podem eliminar pragas fungicidas nas plantas, como o fungo verticillium dahliae, que afeta as plantações de tomates. A consequência é a dispensa de defensivos para este tipo de fungo. Os métodos de compostagem podem ser utilizados para qualquer sistema de plantio, no agroecológico ou no convencional.
    Continue a leitura » »


  • DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde publica nova edição

    Publicado em 16/06/2017 às 14:37

    A revista DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde acaba de publicar seu último número, disponível em http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra. Convidamos a navegar no sumário da revista para acessar os artigos e outros itens de seu interesse.